Publicado por: Carol | 24/04/2010

Bonito – Mato Grosso do Sul

Bonito (MS) é muito mais do que bonito. A cidade e os passeios fornecem uma infraestrutura que eu não achei em nenhum outro lugar. Todos os passeios são voltados para preservar o meio ambiente e garante ao turista muita segurança e informação.

Achei vários sites legais sobre Bonito e seus passeios.

1º dica:Como chegar: Nesse site http://www.bonito-ms.com.br/index.php?p=home&&cat=12&&id=1 tem um bom resumo das opções de como se chegar em Bonito. De Campo Grande, peguei o ônibus convencional da Cruzeiro do Sul que sai da rodoviária e vai parando em várias e várias cidades antes de chegar em Bonito. A viagem é bem cansativa e não há opções de refeições nas paradas, pelo menos era assim em 2008.

Para voltar de Bonito para Campo Grande peguei a van Expresso Bonito citada no site acima. A van pega os passageiros nos hotéis e segue direto para Campo Grande. A viagem é mais rápida, a estrada melhor e, até onde eu me lembro, era mais barata que o ônibus.

2º dica: A cidade: Bonito é uma cidade pequena, com algumas lojinhas e restaurantes. Tem até um supermercado enorme. Infelizmente, não há transporte público em Bonito. As ruas são seguras e planas, quem tiver pique consegue andar de um lado para outro sem ser incomodado com crianças pedindo dinheiro. Quem não tiver tanto pique pode arriscar uma moto-táxi. Quem quiser um pouco de conforto, é recomendado alugar um carro em Campo Grande.

3º dica: Passeios: Todos os passeios, com exceção ao balneário municipal da cidade, são feito através das agências de turismo. O grande incoveniente de Bonito é a locomoção. Quando estive lá em 2008, o passeio da Gruta Azul custava R$16 e a van para levar ao passeio custava R$17. No site http://www.portalbonito.com.br/turismo/dicasdeviagem.asp está escrito que algumas agências estão utilizando vans próprias.

Gruta Azul: É o cartão postal da cidade. O passeio é feito descendo uma trilha de fácil acesso até a gruta, onde turista só pode pisar no espaço determinado pelas marcações no chão. O guia explica tudo com bastante riqueza de detalhes e o azul da água é impressionante.

Flutuação no Rio da Prata + Buraco das Araras: Nesse site http://www.bonitoweb.com.br/riodaprata/PASSEIO-3-22-TRILHA+E+FLUTUACAO.htm#../fotos/eventos/22_1029.jpg há bastante informações sobre todos os passeios oferecidos no Rio da Prata. A flutuação no Rio Olho D’água começa com a colocação da roupa de neoprene. Haja pique! Um caminhãozinho leva os turistas até o início da trilha, depois, anda-se por volta de 30 minutos numa mata bem fechada e fresca. Ao término da trilha chega-se no rio onde será feito a flutuação. Não se pode usar protetor solar, repelente e nenhum tipo de creme. É recomendado deixar pulseiras e correntes junto com suas roupas na sede. Antes de começar a flutuação o turista tem a oportunidade de treinar um pouco na nascente do rio, depois é só relaxar e flutuar nas águas transparentes do rio. O peixe que eu achei mais engraçadinho foi o Pacu, em breve eu coloco umas fotos que tirei embaixo d’água com a camêra sub-aquática que aluguei!

Confesso que faltou um pouco de pique para encarar o final do passeio. A água estava muito gelada, e eu não me entendi bem com a mascará e o snorkel. Ainda bem que tinha um barquinho para me resgatar nos últimos 200 metros da flutuação, que acontece no Rio da Prata.

Depois do passeio, há um grande almoço servido na sede. Cansaço + comida = sono e, pensando nisso, existe diversas redes disponíveis para um cochilo.

Saindo de lá, fui para o Buraco das Araras, a trilha é curta, plana e fácil. O lugar é muito diferente pois um buraco surgiu no meio da planice e foi adotado pelas araras como refúgio natural. Lá é possível ver muitos animais, se tiver, leve um binóculo.

Balneário Municipal: O Balneário Municipal fica bem perto da cidade de Bonito e é formado por várias piscinas naturais com muitos, mas muitos, peixes. A água é bem gelada, mas quem for corajoso consegue nadar no meio de muitos, mas muitos, peixes. É possível tomar lanche no local e, com sorte, presenciar as araras passeando por lá.

4º dica: Pizzaria San Marino: Quem não come carne nem peixe sofre um pouco para se alimentar em Bonito. Mas, uma deliciosa sugestão é a Pizzaria San Marino. Como não é possível desmatar a região para conseguir lenha, a pizzaria funciona com forno elétrico. Os ingredientes são de primeira e a pizza é feito com bastante rapidez. O dono, Valdemir Costa, é muito atencioso e simpático, vale a pena bater um papo com ele! A pizza de quatro queijos é uma delícia e é uma pena que eles não entreguem em São Paulo.

Pizzaria San Marino
Rua Luiz da Costa Leite – 1543
(67) 3255-2656

Fim das dicas!

Espero ter ajudado alguém! Por favor deixe seu comentário!

Obs: deixei os links no corpo do post para você saber para onde está sendo redirecionado


Anúncios

Responses

  1. Fiquei tentado em conhecer Bonito, quem sabe na minha próxima ida ao Brasil.
    ;-D

    • Você vai adorar lá! è um lugar mais lindo que o outro! 😀

  2. Só não entendi porque começa dizendo “Bonito (Jardim – MS)”. Bonito é Bonito e Jardim é Jardim, duas cidades distintas separadas por 75km. Fora isso, realmente, Bonito é lindo e tudo de bom!

    • Por um tempo achei que fossem a mesma cidade – agora sei que são duas.
      Obrigada!

  3. É um lugar inesquecível, de rara beleza natural!
    Ganhou pela 9. vez o título de Melhor Destino de Ecoturismo do Brasil!

  4. Uhuul sou moradora da cidade e estou aqui para convidar à todos para conhecer Minha cidade vale muito a pena!! Espero vcs…


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: